PUBLICIDADE

QUEBRA

terça-feira, 20 de junho de 2017

A Contenceu Mesmo? A Ressurreição de Jesus Cristo

A Conteceu Mesmo? A Ressureição de Jesus Cristo
A Conteceu Mesmo? A Ressureição de Jesus Cristo


No ano 33 EC, Jesus de Nazaré foi morto. Ele tinha sido falsamente acusado de se rebelar contra o governo.

Depois foi espancado brutalmente e pregado numa estaca. Ao morrer, ele sentiu uma dor terrível. Mas Deus o trouxe de volta a vida e, 40 dias depois, Jesus voltou ao céu.

Encontramos esse relato impressionante nos quatro Evangelhos das Escrituras Gregas Cristãs, que muitas vezes são chamadas de Novo Testamento. Será que essas coisas aconteceram mesmo? Essa é uma pergunta importante que merece consideração. Se essas coisas não aconteceram, a fé cristã não tem nenhum valor e a esperança de vida eterna no Paraíso não passa de um sonho. (1 Coríntios 15:14) Por outro lado, se esses eventos realmente aconteceram, a humanidade tem um futuro maravilhoso, e você tembém pode ter. Então, será que os relatos dos Evangelhos aconteceram mesmo ou são apenas ficção?.


O que os fatos mostram

Os Evangelhos são difirentes de lendas, que são apenas fruto da imaginação. Eles são bem exatos e cheios de detalhes. Por exemplo, eles mencionam nomes de lugares que realmente exisstiram, e muitos desses podem ser visitados hoje. Falam de pessoas reais, e os histriadores confimam que essas pessoas existiram. (Lucas 3:1,2, 23). O próprio Jesus é mencionado por escritores não bíblicos do primeiro e do segundo séculos.

O modo como ele morreu, conforme descrito nos Evagelhos, está de acordo com os métodos de execução usados pelos romanos na época. Além disso, os eventos são relatados com base em fatos e de modo sincero. Eles até mencionam falhas de alguns discípulos de Jesus. (Mateus 26:56) - (Lucas 22:24-26) - (João 18:10,11) Tudo isso é uma forte evidência de que os escritores dos Evangelhos foram exatos e honestos quando escreveram sobre Jesus.

A ressurreição de Jesus Aconteceu Mesmo?

As pessoas em geral acreditam que Jesus viveu e morreu, mas algumas duvidam que ele foi resuscitado. De início, até mesmo seus apóstolos não acreditavam que ele tinha voltado a viver. (Lucas 24:11) Mas, quando eles e outros discípulos viram o ressuscitado Jesus em ocasiões diferentes, todas as suas dúvidas acabaram. Numa dessas ocasiões, havia mais de 500 pessoas presentes. (Coríntios 15:6).

Mesmo correndo risco de serem presos e mortos, os discípulos foram corajosos e falaram a todos sobre a ressurreição de Jesus... até mesmo aos que o tinham matado. (Atos 4:1-3, 10, 19, 20; 5:27-32) Será que tantos discípulos teriam sido tão corajosos se não tivessem certeza de que Jesus havia sido mesmo ressuscitado? De fato, a ressurreição de Jesus realmente aconteceu. E foi isso que tornou o cristianismo uma forte influência no mundo, tanto naquela época como hoje.

Os relatos dos Evangelhos sobre a morte e a ressurreição de Jesus têm todas as características de um regitro autêntico e histórico. Se você ler esses relatos com atenção vai ter certeza de que essas coisas aconteceram mesmo. E terá ainda mais certeza quando entender por que aconteceram. O próximo artigo vai explicar isso. Leia o próximo artigo



Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Nenhum comentário:

Postar um comentário