> Como Confiar Mais Em Deus - Conhecimentos da Bíblia

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Como Confiar Mais Em Deus

em sábado, 17 de fevereiro de 2018

Comente aqui
Como Confiar Mais Em Deus
Como Confiar Mais Em Deus
Meu pai teve um grande amigo, que conheceu na igreja que ambos frequentaram durante muitos anos. Meu pai ajudou muito esse amigo, que vinha de família pobre. Era uma amizade que parecia ser para toda a vida.
Mas o tal amigo traiu nossa família de maneira vergonhosa. Foi um choque tão grande, que meu pai ficou doente por um tempo. Afinal, ser traído por pessoa na qual se confia muito é extremamente doloroso - só quem já passou sabe o estrago que esse tipo de coisa pode fazer.

Essa crise na vida da minha família ensinou-me bem cedo – tinha cerca de 14 anos apenas – a importância de escolher as pessoas certas em quem confiar. Isso porque somos vulneráveis em relação às pessoas em quem confiamos. E esse é um risco presente na vida de cada um de nós.

Como adquirimos confiança em alguém

Depositamos nossa confiança aos pés de determinada pessoa somente depois de algum tempo de convivência com ela. Durante essa "fase de teste", avaliamos o seu caráter, construindo uma imagem mental de quem ela é, e aí definimos se essa pessoa é (ou não ) digna da nossa confiança. Os testemunhos de outros amigos e parentes sobre aquela pessoa também acaba por ter muita influência na construção da imagem dela.

Portanto, adquirimos confiança, na verdade, nessa imagem. E infelizmente muitas vezes essa imagem se mostra distante da realidade e aí sentimos que nossa confiança foi violada.

E é interessante perceber que, quando isso acontece, não culpamos a nós mesmos pelo erro de julgamento, ao construirmos uma imagem errada, e sim a pessoa que teria "traído" nossa confiança.

O problema é que frequentemente vemos nos outros aquilo que queremos ver. Por exemplo, uma pessoa solitária e carente pode acabar imaginando haver amor sincero nos atos de alguém que se aproxima dela, usando palavras carinhosas, mas movido apenas por interesse material.

Assim, muitas vezes escolhemos confiar em quem não merece essa confiança. E pagamos o preço por isso.

Confiando em Deus

A confiança que depositamos em Deus passa pelo mesmo processo. Tudo se apoia na imagem que construímos de Deus com base nas nossas experiências de vida com Ele. Nessa caso, as experiências são as leituras que fazemos da Bíblia, as pregações que ouvimos, as respostas de oração que obtivemos, os testemunhos de outras pessoas sobre a ação d´Ele nas suas vidas e assim por diante.

Naturalmente, o conteúdo das informações colhidas e a forma como cada um de nós processa esses dados varia muito e assim acabamos construindo imagens muito diferentes de Deus – Ele é um só mas cada um de nós olha-o de forma diferente.

Assim, uns poucos têm confiança quase ilimitada n´Ele – igual àquela que uma criança pequena tem no seu pai ou na sua mãe. Já a maioria de nós confia em Deus de forma limitada. Não deveria ser assim, mas essa é a realidade.

E é possível aferir o tamanho da confiança que cada pessoa deposita em Deus pelas dúvidas que ela têm. Em outras palavras, as perguntas que cada pessoa costuma fazer a si mesma e aos outros sobre Deus são um bom indicador do seu grau de confiança n´Ele.

Não estou dizendo que é errado ter dúvidas e questionar. Dúvidas são naturais na caminhada espiritual de cada um de nós e Deus compreende e aceita isso. Afirmei apenas que a natureza dessas dúvidas e as respostas que encontradas para elas refletem bem a imagem que cada um construiu de Deus e, portanto, o grau de confiança depositado n´Ele. Simples assim.

Vejamos dois tipos comuns de dúvidas e o que elas significam no que tange à forma como a pessoa vê a Deus:
Dúvida 1: Como é possível que fulano, que não segue os ensinamentos da Bíblia, seja mais abençoado do que eu, que sou um cristão sincero(a)? Essa pergunta denota falta confiança na capacidade de Deus de retribuir as pessoas de forma justa (sua justiça). Pode também caracterizar uma falta de confiança no amor d´Ele – "se Ele me amasse mesmo, não me permitiria ficar nessa situação".
Dúvida 2: Por que Deus estabeleceu um plano de vida que me traz tanto sofrimento? A dúvida aqui se refere à sabedoria e à eficácia de Deus. Ele deveria saber melhor o que a pessoa precisa e agir de acordo com essa necessidade. Pode também caracterizar falta de confiança no amor Deus.

A imagem que construímos de Deus e, portanto, a confiança que depositamos n´Ele, vão mudando ao longo do tempo, junto com o amadurecimento espiritual da pessoa. É um processo e não uma situação estática – podemos crescer (ou diminuir) nessa confiança.

Agora, por que a maioria das pessoas tem tanta dificuldade em confiar em Deus? Uma possível resposta é que as pessoas conhecem pouco sobre a real natureza de Deus e como Ele escolheu agir nesse mundo.

Outra possibilidade é que elas ainda não construíram uma experiência pessoal real com Ele – há pouca coisa em comum entre essas pessoas e Deus. E assim elas têm dificuldade em entender as mensagens que Deus lhes transmite e acabam interpretando de forma errada os seus atos.

Essas pessoas, bem lá no fundo, pensam que Ele sabe muito, mas não sabe tudo e, sendo assim, talvez haja algumas coisas que elas conhecem melhor do que Deus, especialmente as que se referem às suas próprias vidas. Ou talvez sintam que Ele controla muita coisa, mas não tudo e aí precisam se garantir, controlando algumas coisas por si mesmas. Ou ainda imaginam que Ele é justo, mas não totalmente, pois pessoas boas sofrem, enquanto pessoas ruins prosperam.

Palavras finais

Confiança limitada em Deus é muito comum – a maioria esmagadora das pessoas pensa assim. E enquanto essa confiança não se solidifica, a fé da pessoa fica muito limitada.

Você quer melhorar sua vida espiritual? Acredito que sim. Então, você precisa confiar mais em Deus. E precisa trabalhar nesse sentido.

Comece fazendo um autoexame sincero e identifique porque sua confiança em Deus não é aquela que deveria ser. Onde sua desconfiança nasce? Será no senso de justiça de Deus? Na sua sabedoria? No seu amor?

Entendida a origem do problema, procure trabalhar as lacunas que percebeu. Converse com outras pessoas sobre essas questões – pergunte a elas como fizeram para chegar lá e aprenda com a experiência delas. Procure neste blog posts onde discuto e esclareço diversas dessas dúvidas – como Deus age no mundo, como exerce seu amor, etc. Estude sempre a Bíblia pois nada substitui uma experiência pessoal com a Palavra de Deus. E, finalmente, ore sempre - confesse suas dificuldades para Deus e peça a ajuda d Ele.

Pode ter certeza que sua vida espiritual vai mudar muito e para melhor. Autor: Desafio de ser Cristãos



0 comentários, deixe o seu! :

Postar um comentário

TOPO